Alimentação e informação: ingredientes para a Medicina de Família

No WONCA 2016, a Conferência Mundial dos Médicos de Família que aconteceu de 02 a 06 de novembro no Riocentro, não havia quem passasse pelo Armazém Elos da Saúde e não ficasse curioso. Afinal, não é todo armazém que tem pés de jabuticaba, lichia, limão, mexerica e coco bem em sua porta. Nem é todo armazém que oferece orientações sobre alimentação saudável, ao final das compras.

Mas, na Conferência de Médicos de Família foi assim que aconteceu. Inspirado em uma metodologia do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA),  o Armazém Elos da Saúde simula um mercadinho de bairro, com frutas, legumes, verduras e alimentos industrializados.Ao entrar no estande, a pessoa coloca em sua cesta os alimentos para consumo no dia a dia. No caixa, na hora do pagamento, um nutricionista conversa sobre as escolhas, dando orientações sobre valores nutricionais, prós e contras de cada alimento e possíveis preparações. Assim, é possível conscientizar sobre hábitos alimentares mais saudáveis, esclarecer dúvidas e desconstruir mitos sobre alimentos.

A abordagem tinha ainda um sabor especial: o tempero brasileiro. Baseado no Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde, o foco escolhido para o Armazém foram os temperos e alimentos naturais para facilitar a substituição de sal, temperos químicos, açúcar, além da redução do uso de produtos ultraprocessados.

“Trouxemos o Armazém Elos da Saúde para o WONCA 2016 porque aqui estão reunidos médicos de família de todo o mundo e é fundamental sensibilizá-los para a promoção da alimentação saudável. Com a experiência eles puderam olhar para alimentação de uma forma diferente, como ela realmente acontece no dia a dia. A proposta é que possam refletir, adaptar e replicar a metodologia em suas realidades pelo mundo”, explica a nutricionista Juliana Paulo e Silva, da Superintendência de Promoção da Saúde da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS-Rio).

A residente em Enfermagem Bruna Campos Costa, que passou por lá, se surpreendeu. E vai compartilhar a experiência com sua equipe, na clínica da família onde trabalha. “Nós, que atuamos na clínica da família, precisamos estar preparados para conversar e orientar a população sobre hábitos alimentares. Promover a alimentação saudável também é nosso papel, como profissional de saúde, e ações como essa contribuem muito”, conta.

O Armazém Elos da Saúde foi uma iniciativa da Superintendência de Promoção da Saúde da SMS-Rio, realizada em parceria com a  Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); com a participação de residentes e estagiários que acompanharam e apoiaram as atividades no estande.