Com saúde, com afeto

“Cozinhar não é um serviço. É um modo de amar os outros”. Se as palavras do escritor Mia Couto soam estranhas para você, talvez seja a hora de rever alguns conceitos. Quem prepara a comida de todo dia na sua casa? É sempre a mesma pessoa? Que ingredientes ela costuma escolher? Quais são as receitas e modos de preparo? Essas questões podem dizer muito sobre como você e a sua família estão cuidando da saúde.

O assunto é sério. Diversos estudos apontam o que é fácil perceber no dia a dia: quem não prepara a própria comida e prefere os produtos industrializados tem mais tendência a desenvolver a obesidade e outras doenças crônicas relacionadas, como a hipertensão arterial e diversos tipos de câncer. Se é isso o que está acontecendo na sua casa, saiba que mudar a rotina pode ser mais simples do que parece.

O primeiro passo é todo mundo chegar junto. Dividindo tarefas e responsabilidades tudo fica muito mais fácil e divertido. E vamos combinar: se a cozinha já foi considerada território exclusivo das mulheres, em pleno século 21 não faz mais sentido pensar assim. É tempo de todos na família compartilharem panelas, sabores e experiências.

Quer mais motivos para colocar o avental? Quem sabe cozinhar não passa perrengue. Não depende de mais ninguém para matar a fome e não corre o risco de ser enganado por produtos industrializados que simulam comida de verdade e envenenam o corpo.

Lembre: cozinhar é uma habilidade. E, como todas as outras, requer dedicação e prática. Se entrar na cozinha e pilotar o fogão ainda parece assustador, fique tranquilo! Selecionamos uma série de receitas saudáveis e saborosas para você se aventurar. Aproveite! Além de desenvolver autonomia no cuidado à saúde, cozinhando você tem a chance de expressar o amor por quem compartilha a vida com você.