Doe sangue, doe vida!

Todo ano é a mesma coisa. Chega o verão, o período de recesso, as férias, as viagens… E os estoques de bolsas de sangue dos hemocentros brasileiros tendem a diminuir, muitas vezes a níveis críticos. Para evitar este cenário, o melhor caminho é sensibilizar a população, por meio de campanhas, esclarecimentos e iniciativas que facilitem a doação de sangue.

Segundo o Ministério da Saúde, 1,8% da população brasileira já doa sangue.
Vamos aumentar esta proporção?

Se você deseja fazer parte dessa corrente do bem, fique atento às informações a seguir.
E lembre: chame a família, os amigos, os colegas de trabalho. Solidariedade em grupo é ainda melhor!

Onde doar sangue
O Hemorio fica no Centro, na rua Frei Caneca, nº 8. Lá, é possível doar sangue todos os dias da semana, inclusive aos sábados, domingos e feriados, sempre das 7h às 18h. Também é possível doar sangue em Laranjeiras, Estácio, Vila Isabel, Ilha do Governador, Jacarepaguá, Benfica, Sulacap, Lins de Vasconcelos, Bonsucesso e Caju, além dos municípios de Nova Iguaçu, Rio Bonito, Niteroi e São Gonçalo.

Confira os endereços dos Serviços da Hemorrede do Estado do Rio de Janeiro, onde você pode doar sangue.

Além dos pontos de atendimento para doação de sangue, o Hemorio realiza coletas móveis em espaços de uso coletivo, como serviços de saúde, universidades, empresas ou associações de moradores. Articular uma ação como esta é simples. A solicitação deve ser feita diretamente ao Hemorio, pelo telefone (21) 2332.8611, ramal 2255, ou pelo e-mail coleta.externa@hemorio.rj.gov.br.  Uma equipe avaliará o local sugerido e, se as instalações forem adequadas, a coleta será agendada. Com a data marcada, tem início o processo de sensibilização do público, com palestras para tirar dúvidas e aprender mais sobre este ato de solidariedade.

Para doar sangue é preciso:

  • Apresentar documento oficial de identidade com foto
  • Estar bem de saúde
  • Ter entre 16 e 69 anos anos (jovens com 16 e 17 anos devem apresentar esta  autorização assinada pelo responsável)  
  • Pesar no mínimo 50 Kg
  • Não estar em jejum
  • Evitar alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação
  • Não ingerir bebida alcóolica no dia da doação

Algumas condições de saúde podem impedir provisoriamente a doação de sangue.
Nesses casos, é preciso seguir as recomendações e aguardar um pouco:

  • Febre, gripe ou resfriado
  • Gravidez (aguardar 90 dias após o parto normal ou 180 dias após a cesariana)
  • Amamentação (aguardar um ano após o parto)
  • Extração dentária (aguardar 72 horas)
  • Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes (aguardar três meses)
  • Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem sequelas graves, tireoidectomia, colectomia (aguardar 6 meses)
  • Transfusão de sangue (aguardar um ano após a realização)
  • Tatuagem (aguardar um ano após a realização)
  • Uso de alguns medicamentos (consultar profissional de saúde)
  • Vacinação (consultar profissional de saúde)

Alguns impedimentos são definitivos…
Mas você ainda pode colaborar com a realização de campanhas e a captação de voluntários!

  • Ocorrência de hepatite após os 11 anos de idade
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e doença de Chagas
  • Malária
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis

Para mais informações, acesse as orientações do Hemorio e do Inca.
Se ainda restar alguma dúvida, ligue para o Disque Sangue: 0800 282 0708.