Inclusão nas grandes cidades pela UNICEF

Uma vida com saúde é…
Uma vida com direitos, oportunidades, possibilidades de escolha, educação, felicidade, comida, saneamento básico, brincadeira, trabalho, renda.

Pensando nisso é que a UNICEF criou a Plataforma dos Centros Urbanos (PCU), um programa em busca de um modelo de desenvolvimento inclusivo nas grandes cidades, que reduza as desigualdades que afetam a vida de crianças e adolescentes, garantindo a cada um deles maior e melhor acesso à educação de qualidade, saúde, proteção e oportunidades de participação.

A primeira edição, realizada de 2008 a 2012, abrangeu os municípios do Rio de Janeiro, São Paulo e Itaquaquecetuba. Por seus grandes resultados, o projeto se amplia chegando, entre 2013 e 2016, em outras capitais como Belém, Fortaleza, Maceió, Manaus, Salvador, São Luís e São Paulo.

Os direitos à saúde, à educação, à proteção, ao esporte e à participação são monitorados por meio de dez indicadores e a redução das desigualdades urbanas que afetam a vida das crianças e dos adolescentes será medida por meio deles, desagregados por territórios intraurbanos.

A iniciativa é uma parceria entre o UNICEF, a Prefeitura e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de cada uma das cidades. E o Rio de Janeiro, claro, está nessa também.