Projeto Versos de Liberdade

O projeto “Versos de Liberdade”, hoje desenvolvido no Rio de Janeiro em parceria com a Fundação Ford e com o NIAP (Núcleo Interdisciplinar de Apoio às Unidades Escolares), tem como objetivo fortalecer o protagonismo de jovens e os auxiliar com novas possibilidades de viver e se relacionar, reduzindo o índice de situações de violência dentro e fora do ambiente escolar, através da palavra e do afeto.

No “Versos de Liberdade” a maior ferramenta para a resolução de conflitos é a palavra. As oficinas trabalham principalmente de temas relacionados à discriminação racial e ao preconceito, através do exercício do diálogo e de diferentes possibilidades de expressão, aumentando a autoestima do jovem e a capacidade de expressar suas ideias e sentimentos.

O projeto amplia o papel da poesia dentro da escola e do cárcere, utilizando-a como método e conteúdo, como estímulo à leitura, como arte e informação e como propulsora do pleno desenvolvimento da expressão do aluno e do professor, bem como daqueles que se encontram em situação de liberdade restrita.

Segundo o projeto, “Quando um indivíduo entende a palavra como instrumento para se traduzir, ele se alia a ela e automaticamente dela se utiliza para representar suas ideias, direitos, deveres e pensamento diante do mundo.”

“Versos de Liberdade” propõe uma nova abordagem do texto poético, assumindo nele o seu lugar de conversa, sua coloquialidade e, principalmente, sua aplicação na vida. Na literatura viva encontram-se representados os temas das questões sociais, raciais e humanas que vão atuar de forma integral na compreensão e na expressão. Os jovens do RAP da Saúde da CAP 3.2 participaram da proposta com êxito e dedicação, mostrando que Promoção da Saúde é possível de diversas formas, inclusive através da poesia.

 

COMENTÁRIOS, DÚVIDAS E SUGESTÕES