Minha cidade sem mosquito

“Todos juntos no combate ao mosquito Aedes Aegypti!” Essa foi a frase que abriu e norteou toda a atividade realizada no Colégio Barcelos, em Santa Cruz. Conscientizar as pessoas sobre o problema causado pelo mosquito e evidenciar a importância do trabalho individual e coletivo na prevenção da da Zika, Dengue e Chikungunya,foi o objetivo do encontro.

Cerca de 300 participantes entre alunos, pais e funcionários estavam juntos pensando em como contribuir com a prevenção das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. Para isso, foram realizadas atividades lúdicas lideradas pelo Agente Comunitário Pedro Frazão (o mosquitão, da Clínica da Família Waldemar Berardinelli) e pelos jovens do RAP da Saúde. Bate papo com demostrações de como eliminar os possíveis focos do vetor e ações educativas sobre o tema foram a forma que os jovens encontraram para dialogar com o público.

Alunos pais e funcionários do Colégio Barcelos

Alunos pais e funcionários do Colégio Barcelos

 “Os Cariocas devem ficar atentos à procriação dos mosquitos que podem transmitir o Zika, Dengue e Chikungunya. Com medidas simples, adotadas em nosso dia a dia, é possível evitar o aumento dessas doenças. É nossa responsabilidade cuidar da nossa cidade e da saúde do Carioca.”Diz jovem do RAP.

O RAP da Saúde da CAP 5.3 esta junto com a população na prevenção dessas doenças. Juntos podemos resolver.

Servidores da SMS na ação educativa

Servidores da SMS/CAP 5.3 na ação educativa

Maquete que demonstra os possíveis focos em uma residência

Maquete que demonstra os possíveis focos do mosquito Aedes em uma residência

RAP da Saúde CAP 5.3

RAP da Saúde CAP 5.3

 

COMENTÁRIOS, DÚVIDAS E SUGESTÕES