Nossa cidade sem mosquito

nomeubairromosquitonaosecria

No último sábado, 11 de fevereiro, dez mil cariocas estiveram juntos, comprometidos com o mesmo objetivo: cuidar da cidade e da saúde da população, eliminando possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti e orientando sobre a rotina semanal que protege nossas casas contra o inseto vetor de dengue, zika e chikungunya. Moradores de todos os cantos da cidade, profissionais de saúde, agentes comunitários e de endemias, além de adolescentes e jovens do RAP da Saúde, participaram do mutirão contra arboviroses, que passou pelos territórios de 127 unidades de saúde.

A iniciativa faz parte da campanha Aqui mosquito não se cria, que convida os cariocas a realizarem uma rotina semanal de cuidados com a casa, a fim de evitar a proliferação do Aedes aegypti. Como cerca de 80% dos focos do mosquito estão nas residências, a missão requer o comprometimento de todos. Um aplicativo gratuito desenvolvido pela Prefeitura do Rio ajuda a manter a disciplina e a realizar a lista de tarefas da prevenção.

No meu bairro mosquito não se cria

O mutirão contra as arboviroses passou por ruas, praças, escolas e unidades de saúde de Santa Cruz, Senador Camará, Bangu, Maré, Tijuca, Méier, Vigário Geral, Jardim América e de toda a cidade para deixar bem claro: #aquimosquitonãosecria.

Em Bangu, adolescentes e jovens do RAP da Saúde participaram da reunião de pais no Espaço de Desenvolvimento Infantil Norbertina de Sousa Gouveia; em Santa Cruz, o grupo se juntou aos professores e alunos da Academia Carioca da Saúde e aos gerentes e profissionais da Clínica da Família José Antônio Ciraudo numa caminhada contra o Aedes aegypti. Em Senador Camará, sob a supervisão da equipe da Clínica da Família Sandra Regina Sampaio de Souza, investigaram e eliminaram focos do mosquito. Na Maré, a contação de histórias do Centro Municipal de Saúde Américo Veloso envolveu até os pequenos na ação, afinal, cuidar a cidade é responsabilidade de todos.

E você, já faz parte dessa mobilização?
Confira o aplicativo Aqui mosquito não se cria, converse com a família e os amigos.
Sem o Aedes aegypti não tem dengue, nem zika, nem chikungunya.